Arte e Cultura

uma entrevista com Cibelle Donza – Arte de Toda Gente

Nascida em Belém do Pará, a Cibelle J. Donza é maestra e compositora e teve sua obra “Literofagia, verdade e ardil” selecionada e apresentada na 25ª Bienal de Música Contemporânea. Professora da Escola de Música da Universidade Federal do Pará, ela é também diretora artística e maestra da Orquestra Filarmônica MultiArte da Amazônia, corregente da Orquestra Sinfônica Altino Pimenta (OSAP – Universidade Federal do Pará) e diretora artística do quarteto contemporâneo de cordas Combu Quartet.

Cibelle é uma pioneira. Ela foi a primeira mulher a assumir um cargo profissional como maestra no Pará e também a primeira mulher a reger no renomado Festival Internacional de Ópera do Theatro da Paz. Ela já atuou à frente de várias orquestras brasileiras e até no exterior e, como compositora, teve obras encomendadas e interpretadas por orquestras e grupos nacionais.

Nesta entrevista, Cibelle nos fala sobre sua trajetória na música, motivação e de como reger é a atividade em que ela mais se realiza.

Fotos de divulgação

Vinheta do áudio – Daniel Koifman

Você também pode ouvir as entrevistas em áudio do Arte de Toda Gente, como podcast, no Spotify.

Related Articles

Leave a Reply

Back to top button